30% OFF
Comprando 2 ou mais.

VitFer Nanoquantic (60g)

R$185,00
30% OFF comprando 2 ou mais!

Válido para este produto e todos da categoria: Suplementos de Alta Tecnologia, Aminoácidos Lisados, Método 3D de Emagrecimento.
Nesta promoção você pode combinar este produto com outros da mesma categoria.

Entregas para o CEP:

Meios de envio

Compartilhar

VITFER NANOQUANTIC – 60g

Colocar 1g (1 colher de café) na comida pastosa do sólida, ou colocar direto na boca. Após ingerir, tomar suco de frutas cítricas.

Com ferro nanoencapsulado associado ao zinco e as vitaminas D3, A, C, B6 e B9 (ácido fólico).

A deficiência de ferro ou a anemia ferropriva pode provocar a diminuição da imunidade, além de sintomas como cansaço, depressão e déficit intelectual e de aprendizagem. Essa combinação pode melhorar os níveis de ferro mais rapidamente que o ferro comum que não usa a tecnologia nano.

Importância dos micronutrientes:

FERRO

É reconhecido com um nutriente essencial para a vida há mais de um século. Homens adultos saudáveis possuem cerca de 3,6g de ferro corporal, enquanto as mulheres têm cerca de 2,4g.

Funções: formação da hemoglobina, oxidação celular e participa de reações enzimáticas.

Carência: anemia hipocrômica e macrocística, glóbulos vermelhos diminuídos, palidez, fraqueza, fadiga, falta de ar, cefaleia e baixa imunidade.

Excesso: convulsões, náuseas, vômito, hipotensão e paladar metálico.

Fontes alimentares:gema de ovo, fígado, carnes e vísceras de cor vermelha, leguminosas, vegetais verdes e folhosos.

 

ZINCO

Encontra-se abundantemente encontrado pelo corpo e está em segundo lugar em relação ao ferro. O corpo humano possui cerca de 2 a 3g de zinco, comas as maiores concentrações no pâncreas, fígado, rins, músculos e ossos.

Funções: necessário para a ação de enzimas, e para a saúde do sistema imunológico, maturação sexual masculina, crescimento e formação de tecidos.

Carência: imunodeficiências, retardo do crescimento, atraso na maturação sexual, lesões na pele, e alopecia.

Fontes alimentares: pão integral, frutos do mar, feijão, carne magra, semente abóbora, nozes, leite, iogurte e queijo.

VITAMINA D

Pelas suas ações, é considerado um hormônio. Sua produção se dá principalmente quando há exposição do corpo ao sol (80%) e pela alimentação (20%). Estima-se que mais de 1 bilhão de pessoas no mundo tenha deficiência dessa vitamina.

Funções: fundamental para a absorção de cálcio e fósforo. Ajuda no crescimento, resistência dos ossos, dos dentes, dos músculos e dos nervos. Pode ajudar no emagrecimento e na prevenção de alguns tipos de cânceres. É muito importante para o sistema imunológico, principalmente no combate a vírus.

Carência:Baixa imunidade, maior risco de infecções por vírus, formação anormal dos ossos, raquitismo  e osteomalácia.

Excesso:hipercalemia, dor óssea, enfraquecimento e falhas no desenvolvimento e depósito de cálcio no tecido renal.

Fontes alimentares:leite e derivados, margarinas enriquecidas, peixes gordos, ovos, levedo de cerveja e etc.

VITAMINA A 

Pode ser encontrada na forma de retinol (pré-formada), que é a sua forma natural. Sendo encontrada apenas em alimentos de origem animal e usualmente associada ás gorduras. Ou na forma de beta-caroteno (pró-vitamina A). É o precursor da vitamina A, encontrado nos alimentos de origem vegetal. 

Funções:Junto com o ferro pode acelerar a melhora da anemia, É importante para imunidade, crescimento e desenvolvimento dos tecidos, melhora a capacidade antioxidante e funções reprodutivas, integridade dos epitélios e importante para a visão.

Carência:Sua carência aumenta a incidência de infecções., aumenta a queratinizarão das membranas de mucosas que revestem o trato respiratório, tubo digestivo e trato urinário. Queratinização da pele e do epitélio do olho. Alterações na pele, insônia, acne, pele seca com descamações, diminuição do paladar e apetite, cegueira noturna, úlceras na córnea, perda de apetite, inibição do crescimento, fadiga, anormalidades ósseas, perda de peso nos últimos 3 meses e aumenta a incidência de infecções.

Fontes alimentares:disponível em retinol no fígado, rim, nata, manteiga, leite integral, gema de ovo, queijo e peixes oleosos. Fontes de carotenos presentes na cenoura,, abobrinha, moranga, batata doce, manga, melão, mamão, pimentão vermelho, brócolis, vegetais verdes folhosos, agrião, espinafre e etc.

VITAMINA C 

Uma das vitaminas mais importantes para o sistema imunológico.

Funções:antioxidante, cicatrizante, produção e manutenção do colágeno, crescimento e manutenção dos tecidos corporais, incluindo matriz óssea, cartilagem, colágeno e o tecido conjuntivo.

Carência: diminuição da imunidade, pontos hemorrágicos na pele e ossos, capilares fracos, articulações frágeis, dificuldade de cicatrização de feridas e sangramento de gengivas.

Excesso: como não é acumulado no corpo, o excesso é eliminado pela urina.

Fontes alimentares: frutas cítricas (limão, kiwi, morango, acerola), frutas amarelas e verdes, tomate, couve, pimentão, repolho e outros vegetais de folha, batata inglesa, batata doce, brócolis.

VITAMINA B6 (PIRIDOXINA)

A piridoxina encontrada em fontes naturais. Suas três formas são rapidamente absorvidas pelo intestino e é importante entre outras coisas para correção da anemia.

Funções: desempenha papel no sistema nervoso central. Participa do metabolismo dos lipídeos, na estrutura da fosforilase, no transporte de aminoácidos através da membrana celular. É necessária para o funcionamento de mais de sessenta enzimas e essencial para a síntese normal do ácido nucléico e das proteínas. Protege o sistema cardiovascular por diminuir a HOMOCISTEÍNA no sangue, atua no metabolismo de carboidratos, aminoácidos e gorduras, produção de serotonina e melatonina.

Carência: anomalias do sistema nervoso central, desordens da pele, anemia, irritabilidade e convulsões.

Excesso: ataxia e neuropatia sensorial.

Fontes alimentares: gérmen de trigo, batata, banana, vegetais crucíferos, castanhas, nozes, peixe, abacate e semente de gergelim.

ÁCIDO FÓLICO (B9) 

É conhecido com ácido fólico e é encontrado nos alimentos na forma química de ácido pteroilglutâmico. É absorvido no intestino delgado. A flora bacteriana intestinal sintetiza folato.

Funções: Mantém a função do sistema imunológico, age como co-enzima no metabolismo dos carboidratos. Em conjunto com a vitamina B12, está presente na síntese de DNA e RNA e participa na formação e maturação de células do sangue. Protege o sistema cardiovascular, e é essencial para a formação dos glóbulos vermelhos e glóbulos brancos. Na gravidez é ainda mais importante, pois previne a má formação do feto. 

Deficiência: Baixa imunidade, anemia megaloblástica, lesões de mucosas, má formação do tubo neural, problemas de crescimento, transtornos gastrointestinais e alterações na morfologia nuclear celular.

Excesso: não existe toxicidade conhecida.

Fontes alimentares: vegetais folhosos verdes, fígado, beterraba, gérmen de trigo, careais matinais vitaminados, nozes, amendoim, grãos e leguminosas.
Cada embalagem possui 60g e assegura 60 doses.

COBALAMINA (B12)

Conhecida como vitamina B12. É um composto vermelho, cristalino, de alto peso molecular com um único átomo de cobalto no seu núcleo.

Funções: age como coenzima, ligada ao metabolismo dos aminoácidos e à formação da porção heme da hemoglobina. É fundamental para a fabricação de DNA e RNA. Formação de células vermelhas do sangue. Essa vitamina é essencial para o funcionamento das células do trato gastrointestinal, medula óssea e tecido nervoso. Protege o sistema cardiovascular por diminuir a HOMOCISTEÍNA no sangue, atua na síntese de DNA, metabolismo de lipídios, glicídios e aminoácidos, além de prevenir a fadiga.

Carência: anemia perniciosa, anemia megaloblástica e distúrbios gastrointestinais.

Excesso: não existe toxicidade conhecida.

Fontes alimentares: produtos de origem animal, fígado, rim, carne magra, leite, ovos, queijo e leveduras.

* LEIA A MATÉRIA CIENTÍFICA SOBRE O FERRO E IMUNIDADE CLICANDO AQUI.